Programa de Hortifruti já beneficiou aproximadamente 400 famílias

Assistência Social24/07/2019, 12:42:00 Total de Visualizações: 1303

Na última terça-feira (23), o prefeito Dr. Antonio Thiago esteve na sede do CRAS, onde deu boas vindas ao novo grupo de famílias beneficiárias - Assessoria de Comunicação

Em um ano e meio do Programa Protege Brasilândia “Hortifruti", o benefício já destinou alimentos para aproximadamente 400 famílias cadastradas e selecionadas pela Assistência Social no Município.

A ação pertencia ao Programa “Kit Hortifruti” e fazia parte do PAA (Programa de Aquisição de Alimentos), na qual teve início em 2017 e naquela época, tinha o apoio da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), do Governo do Estado e Federal e da Prefeitura Brasilândia, por meio das secretarias municipais de Desenvolvimento Econômico e Assistência Social.

Entretanto, o programa foi encerrado, mas a Prefeitura Brasilândia deu continuidade inserindo-o no Protege Brasilândia no começo do ano de 2018.

Desde então, quase 400 famílias já foram beneficiadas para receber as frutas, legumes e verduras produzidos no próprio município, pelo Programa Agricultura Familiar por meio da Associação de Produtores Rurais do Reassentamento Pedra Bonita.

A cada seis meses, um novo grupo de 100 famílias é renovado para que o Programa possa atender o maior número possível de pessoas em estado de vulnerabilidade social. Os beneficiários são selecionados pela equipe da Assistência Social e divididos em dois grupos de 50 famílias que recolhem o kit de alimentos a cada quinze dias no CRAS.

Na última terça-feira (23), o prefeito Dr. Antonio Thiago esteve na sede do CRAS, onde deu boas vindas ao novo grupo de famílias beneficiárias.

CRITÉRIOS

Os principais critérios para inclusão no programa são de famílias que estejam em situação de vulnerabilidade socioeconômica, tendo como as seguintes prioridades: pessoa idosa com problemas de saúde, famílias numerosas (com muitos filhos), gestantes e mulheres que amamentam.

Os grupos foram divididos em dois e a cada quinze dias recolhem o kit na sede do CRAS. A iniciativa agora faz parte do Programa Protege Brasilândia.

Fonte: Assessoria de Comunicação