Notícias

Combate à Tuberculose: Saúde de Brasilândia disponibiliza tratamento gratuito para doença




 

28.07.20. Requalifica 5 leva novo asfalto à avenida José Henriques, bairro Cidade Nova
Neste ano foram registrados dois casos da doença - Assessoria de Imprensa

 

Hoje, 24 de março, é o Dia Mundial de Combate à Tuberculose.  A data é marcada pelo dia do anúncio da descoberta da doença, que foi no ano de 1882 pelo Dr. Robert Koch, que descobriu a bactéria que causa a Tuberculose.

A iniciativa marcou a história, que levou para o diagnóstico e cura.

A doença que é infecciosa e transmissível, afeta prioritariamente os pulmões, embora possa acometer outros órgãos e/ou sistemas.

Dados divulgados pela Agência Brasil revelam que no ano de 2019, em torno de 10,4 milhões de pessoas no mundo são atingidas pela Tuberculose e mais de um milhão morreram.

Somente no ano passado, a Secretaria Municipal de Saúde de Brasilândia registrou duas mortes pela doença.

Além disso, o Município disponibiliza o tratamento gratuito para quem sofre da doença. A tuberculose tem cura se o tratamento for feito até o final.

Neste ano, a Saúde confirmou dois casos da doença, sendo que atualmente um está em tratamento em Brasilândia e outro o paciente mudou-se para outro Município. Procure uma unidade de saúde.  Acolha a pessoa com tuberculose. Apoiar e incentivar o tratamento até o final é importante para obter a cura da doença.

SINTOMAS

Os principais sintomas da tuberculose são: tosse persistente por três semanas ou mais, com ou sem secreção, que pode ser até sanguinolenta; cansaço excessivo; falta de ar; febre baixa, mais comum no final da tarde; suor noturno; falta de apetite; perda de peso e rouquidão.

TRANSMISSÃO

Quando uma pessoa com tuberculose pulmonar tosse, fala ou espirra, ela expele gotículas contaminadas com o bacilo e pode transmitir para alguém.

Vale lembrar que não se pega tuberculose bebendo no copo ou utilizando o mesmo talher do paciente, desde que bem lavados.

Pessoas com as defesas naturais comprometidas, como os diabéticos e os infectados pelo vírus da AIDS, têm uma possibilidade maior de contaminação, por isso, devem estar mais atentas aos sintomas da tuberculose.

As precárias condições de vida, a desnutrição, o enfraquecimento por desgaste físico, o alcoolismo e o câncer também favorecem o desenvolvimento da tuberculose.

PREVENÇÃO

A principal maneira de prevenir a tuberculose em crianças é com a vacina BCG (Bacillus Calmette-Guérin), ofertada gratuitamente no Sistema Único de Saúde (SUS). Essa vacina deve ser dada às crianças ao nascer, ou, no máximo, até 04 anos, 11 meses e 29 dias.

A vacina está disponível nas salas de vacinação das unidades básicas de saúde e maternidades.

Outra maneira de prevenir a doença é a avaliação de contatos de pessoas com tuberculose. Por isso que quando a pessoa é diagnosticada é preciso ficar em isolamento para evitar a transmissão.

Além disso, outra medida de prevenção da doença é manter ambientes bem ventilados e com entrada da luz solar.

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa